Avançar para o conteúdo principal

Rock and Roll High School na Dança do Som



Link da imagem

Para muitos um filme de culto, não pela sua genialidade cinematográfica, mas pelo diletantismo com que apresenta o conflito de gerações, a rebeldia natural da adolescência e a decadência dos valores do passado.

Por Patricia Rodrigues

Só um olhar desatento poderá encontrar alguma semelhança entre “Rock‘n’Roll High School” e “Camp Rock High School” ou “American Pie” apesar deste formato, pelo sucesso que teve, ter sido copiado e adulterado ao longo dos tempos.

A sua leveza e jovialidade não são impedimentos para o filme apresentar um olhar crítico e pertinente sobre a sociedade Americana do final dos anos ‘70. 

Servindo-se de figuras estereotipadas, quase caricaturadas, para ilustrar o colapso entre duas culturas e a música como uma expressão privilegiada das mesmas, o filme consegue delinear uma dicotomia entre o passado obsoleto e o futuro emergente, entre a disciplina e a rebeldia.

Basta pensarmos em personagens como a directora com ar Hitleriano, os escuteiros que se rendem ao pecado nas horas vagas, ou a marrona invisível aos olhos dos rapazes, mas que corajosamente enfrenta a ditadura escolar e o gang de rockeiros insubordinados liderados pelos Ramones e que imperam numa banda sonora simplesmente deliciosa. 

Aliás, ao longo de todo o filme surgem incursões a esta emblemática banda punk de Nova Iorque, cujos LPs são venerados pelos alunos e desprezados pelos professores como símbolo da anarquia. 

O filme atinge o seu auge com o êxtase juvenil no concerto da banda, com o rasgar da guitarra de John William Cummings, a.k.a. Johnny Ramone, o que quase lhe confere o status de tributo ao movimento punk e em particular aos Ramones. 

O inconformismo é tão contagiante que atinge todos na Escola Vince Lombardi: os “bons” meninos, os “maus” meninos, os professores… E porque não você também? Uma dica:experimente o mote “teenager” do filme e grite: “Gabba Gabba hey!”


Informação técnica

Título original: Rock‘n’Roll High School
Ano: 1979
Realizador: Allan Arkush
Principal Elenco:
    * P. J. Soles: Riff Randell
    * The Ramones: Themselves
    * Vince Van Patten: Tom Roberts
    * Clint Howard: Eaglebauer
    * Dey Young: Kate Rambeau
    * Mary Woronov: Miss Evelyn Togar
    * Paul Bartel: Mr. McGree
    * Dick Miller: Police Chief
    * Don Steele: Screamin' Steve Stevens
    * Alix Elias: Coach Steroid
    * Kc Ramone: Extra

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Foto da Semana

Iggy Pop Foto:Annie Leibovitz

Sitiados no Luso Vintage

Link da imagem


Sob a égide de João Aguardela, um talento musical falecido em 2009, nasceu nos finais dos anos 80 uma banda que trouxe para o panorama do rock português a música tradicional. Os Sitiados marcaram (e ainda conquistam) gerações, com novos sons e sobretudo, muito talento e atitude.



Por Gabriela Chagas


O tema “Esta vida de marinheiro” (vendeu mais de 40 mil cópias) é um dos exemplos desse novo som da década. Desapareceram em 2000 , mas deixaram-nos a sua herança. Sitiados, a banda hoje em destaque no Lusovintage do Som à Letra foi beber à tendência sonora dos irlandeses The Pogues.


José Resende (Guitarra), João Aguardela (Voz) e Mário Miranda (Baixo), todos eles ex-Meteoros, juntaram-se assim ao baterista Fernando Fonseca.

À semelhança de outras bandas emblemáticas dos anos 80, os Sitiados também marcaram presença no Rock Rendez Vous. Dinamizados por João Aguardela, concorrem ao 5º Concurso de Música Moderna do Rock Rendez-Vouz e ficam em 2º lugar, atrás da banda do seu primo Ar…

Cesário Verde

 Link da imagem
Poeta pintor, poeta repórter

Cesário Verde é um poeta do século XIX que se enquadra na estética realista, ainda que nas suas produções poéticas esteja presente a influência de outras correntes como o Parnasianismo, o Impressionismo e o Surrealismo. Para o autor, o mundo externo conta de modo pimacial , e é através da "descrição" deste mundo (mutável e miscelâneo) que lhe podemos conferir a designação do poeta repórter e poeta pintor.

Por Irene Leite 


Recorrendo ao poema ,  "Num Bairro Moderno" , podemos confirmar esse gosto pela descrição: "Dez horas da manhã; uma casa apalaçada ; pelos jardins estancam-se as nascentes". Ao descrever e relatar esta paisagem , o autor recorre à técnica cinematográfica do corte e da montagem de acontecimentos justapostos, ressaltando-se o seu carácter deambulatório , o que nos leva à conclusão de que Cesário Verde é um poeta repórter. 


No entanto, a sua poesia caracteriza-se também pela existência de uma …