Avançar para o conteúdo principal

The Troggs em Modo Classic Rock



Link da umagem

Em 1966 nascia o chamado “rock das cavernas”: Um estilo de rock gutural, bruto… Lascado, não polido… A sua origem está na mais conhecida versão de “Wild Thing”, popularizada por uma banda de trogloditas, que esta semana se apresenta em Modo Classic Rock no Som à Letra. Para ler, ver, ouvir e… repetir.


Por Maria Coutinho 




Já o ouvimos em publicidade, em filmes, em séries de Tv e até em eventos desportivos… Passou em estações de rádio, em discotecas, em festas de garagem. Quem não cantou esta música com um microfone invisível? Quem não imitou a voz de Reg Presley, quando imortalizou “Wild Thing”, com os restantes elementos dos The Troggs? 





Escrito por Chip Taylor (tio de Angelina Jolie e irmão de John Voight) Wild Thing começou por ser um fracasso comercial na sua primeira versão, levada ao estúdio por Jordan Christopher and the Wild Ones  uma banda de Nova Iorque conhecida pelos seus péssimos cortes de cabelo.





Já a versão dos The Troggs, gravada em poucos minutos numa única sessão, fez furor na época e chegou aos lugares cimeiros dos tops inglês e americano. O inconfundível riff de guitarra, a letra minimalista, a voz de troglodita, a alternância entre passagens de ritmos bem cadenciados e pausas, caracterizam esta versão e ecoam no tempo até aos nossos dias…



Nas últimas décadas conheceram-se muitas versões do tema, umas mais visíveis do que outras. Há de tudo: desde um estilo humorístico onde é cantada por uma imitação do senador Bobby Kennedy   ao pop dos anos 80 da francesa Amanda Lear,  passando pela versão reggae de Sister Carol  e há até uma versão Muppet Show :



Mas Jimi Hendrix foi quem fez a exibição mais memorável do tema, ao vivo no festival de Monterey. Num estado de transe psicadélico, numa atitude cénica implicitamente sexual, o tema acaba com um clímax espectacular em que Hendrix parte a guitarra depois de lhe pegar fogo . Um a actuação digna deste Clássico que a revista Rolling Stone considerou uma das 500 maiores músicas de sempre.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Foto da Semana

Iggy Pop Foto:Annie Leibovitz

Sitiados no Luso Vintage

Link da imagem


Sob a égide de João Aguardela, um talento musical falecido em 2009, nasceu nos finais dos anos 80 uma banda que trouxe para o panorama do rock português a música tradicional. Os Sitiados marcaram (e ainda conquistam) gerações, com novos sons e sobretudo, muito talento e atitude.



Por Gabriela Chagas


O tema “Esta vida de marinheiro” (vendeu mais de 40 mil cópias) é um dos exemplos desse novo som da década. Desapareceram em 2000 , mas deixaram-nos a sua herança. Sitiados, a banda hoje em destaque no Lusovintage do Som à Letra foi beber à tendência sonora dos irlandeses The Pogues.


José Resende (Guitarra), João Aguardela (Voz) e Mário Miranda (Baixo), todos eles ex-Meteoros, juntaram-se assim ao baterista Fernando Fonseca.

À semelhança de outras bandas emblemáticas dos anos 80, os Sitiados também marcaram presença no Rock Rendez Vous. Dinamizados por João Aguardela, concorrem ao 5º Concurso de Música Moderna do Rock Rendez-Vouz e ficam em 2º lugar, atrás da banda do seu primo Ar…

Cesário Verde

 Link da imagem
Poeta pintor, poeta repórter

Cesário Verde é um poeta do século XIX que se enquadra na estética realista, ainda que nas suas produções poéticas esteja presente a influência de outras correntes como o Parnasianismo, o Impressionismo e o Surrealismo. Para o autor, o mundo externo conta de modo pimacial , e é através da "descrição" deste mundo (mutável e miscelâneo) que lhe podemos conferir a designação do poeta repórter e poeta pintor.

Por Irene Leite 


Recorrendo ao poema ,  "Num Bairro Moderno" , podemos confirmar esse gosto pela descrição: "Dez horas da manhã; uma casa apalaçada ; pelos jardins estancam-se as nascentes". Ao descrever e relatar esta paisagem , o autor recorre à técnica cinematográfica do corte e da montagem de acontecimentos justapostos, ressaltando-se o seu carácter deambulatório , o que nos leva à conclusão de que Cesário Verde é um poeta repórter. 


No entanto, a sua poesia caracteriza-se também pela existência de uma …