Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2011

Cosie Cherie em Évora e Lisboa

É já esta noite que os Cosie Cherie tocam no Festival Escrita na Paisagem, Évora, pelas 22h00. 9 de Setembro é a vez do Music Box, Lisboa, pelas 23h00.Duas boas oportunidades para conferir o álbum de estreia do grupo, Book of Music, lançado em Julho deste ano. 

Por Irene Leite
Esta noite o concerto enquadra-se no ciclo da Música Portuguesa a Gostar dela Própria na Igreja de São Vicente. Este ciclo integra-se no Festival Escrita na Paisagem com uma programação alargada a várias cidades do Alentejo. 
Nesta actuação ao ar livre podem esperar-se temas do mais recente trabalho do grupo , Book of Music, ainda muito fresco (lançado a Julho deste ano) e já que o tema do Festival Escrita na Paisagem é mitologias, os Cosie Cherie serão convidados a discutir mitos e opiniões que apresentam em relação à música , ao seu projeto , entre outros temas numa sessão de conversa aberta ao público no interior da Igreja. 
Dia 9 de Setembro é a vez do Music Box. Mais outro convite para ouvir temas como Morning …

Jane´s Adiction com novo vídeo

Link da imagem


Os Jane´s Adiction têm novo vídeo. O tema "Irresistible Force" é o primeiro single do novo álbum do grupo, The Great Escape Artist, cujo lançamento está previsto para 4 de Outuro.

Por Irene Leite

Confira o vídeo:




Filme Control na Máquina do Tempo

Link da imagem 
É num ambiente a preto e branco, que faz lembrar os filmes de Charlie Chaplin, que somos convidados a instalar-nos na mente do nosso protagonista. Ele é alguém que à primeira vista parece apenas mais um. Mais um aspirante a homem de família, mais um homem comum, mais um indivíduo que quer o que todos querem: ganhar fama a cantar.
Por Ana Luísa Silva  Originalmente publicado a 30 de Setembro de 2010 
Mas esse “mais um”, como se verá com o desenrolar do filme, é alguém especial. Por ser um lutador, um sonhador, um amante, um introspectivo com dificuldade de dar de si mesmo, alguém que conheceremos pelo que canta e não pelo que vive.
Corria o ano de 1980 quando a voz grave do menino frágil se desligou. Ian Curtis, mentor e vocalista dos Joy Division deu o seu último suspiro antes de se suicidar na cozinha de sua casa. Anos depois, esta tragédia tem direito a ser retratada a nível cinematográfico para que todos saibam a verdade.
Control, um filme biográfico de Anton Corbijn (con…

Destaque do mês

Link da imagem 

Amy Winehouse


Mais um adeus precoce

Conhecida por ter um grande historial em drogas, AmyWinehouse marcou a indústria musical com a sua magnífica voz. Disso não existem dúvidas, apesar de nos apercebermos que a voz de “rehab” se estava a destruir lentamente.
Por Adriano Marques
A sua carreira como artista de música Soul começou com o single “StrongerThanMe” em 2003, que fazia parte do seu primeiro álbum, Frank, que possuía várias influências em Jazz. Três anos depois, o segundo álbum de Amy, e o mais sonante (pela crítica) da cantora britânica recebe seis indicações para o Grammy do ano de 2008, que se incluíam nas quatro principais categorias (Revelação, Álbum do Ano, Gravação do Ano e Música do Ano).Backto Black foi muito bem acolhido pelo público, passando as ser um dos discos mais vendidos do ano, com mais de seis milhões de cópias no mundo.


No entanto, há medida que o sucesso aumentava, os problemas também surgiam ao mesmo nível.

 Os tablóides britânicos elegeram-na com…

Noites Ritual 2011

Foto/Irene Leite 


A segunda Noite

O Palco 1 da segunda noite do Noites Ritual foi claramente dedicado à música do Mundo e ao Hip-Hop. Por lá passaram nomes sonantes como Terrakota e Mind Da Gap.
Por Ana Luísa Silva
Terrakota
O segundo dia voltou a primar pela pontualidade. 22h05 e o palco 1 começa a ser pisado pelos senhores da Terrakota.
Começam logo a rasgar pois abrem a sua noite ao som de “É verdade” do álbum Oba Train, o que põe desde logo todos os presentes em pulgas, esperando por um concerto que prometia ser de arromba.
Os sete elementos da banda primam pela sua energia em palco e instrumentos que tocam. Desde guitarras eléctricas a cítaras, passando por djambés ou xilofones artesanais, os Terrakota levaram a noite do Porto até África apenas com um voo de uma música. As cores das suas roupas confundiam-se com a energia que emanavam.
Ainda que os Terrakota tenham chamado várias pessoas, o segundo dia não começou tão cheio como a noite dedicada ao Rock, mas foi enchendo, ainda que a …

Gogol Bordello na Dança do Som

Link da imagem


“American Wedding” ou como uma fanfarra faz uma grande farra, dando mote ao lema “think locally, fuck globally”.Gogol Bordello é sinónimo de festa rija, bebida a rodos e alguma loucura à mistura.  Por Susana Terra
Originalmente publicado a 19 de Novembro de 2010

Consta que os elementos fundadores do grupo se conheceram em 1998, num casamento russo, nos EUA… poderíamos dizer que este contexto muito diz sobre o rumo que tal encontro teve.

Das mais variadas pertenças étnicas (Ucrânia, Israel, Roménia, Escócia, Etiópia, Tailândia, Rússia, China, Equador, etc.) os Gogol Bordello trazem-nos uma profusão de sonoridades directamente proporcional ao mellting pot dos seus membros.

O nome da banda não foi escolhido ao acaso. Eugene Hütz, vocalista, guitarrista (enquanto não destrói o instrumento nos múltiplos arremessos praticados em palco), incansável animador da farra e activista pelos direitos da comunidade romani, inspira-se num conhecido escritor da sua terra natal, Ucrânia - Nikol…

We Trust no Vídeo da Semana

We Trust@Noites Ritual 2011
Foto/Irene Leite 


Noites Ritual 2011

Terrakota


A segunda noite


O segundo dia do Noites Ritual voltou a prometer. Com Terrakota, Mind da Gap e Orelha Negra a animação estava garantida, com público em êxtase.Já para não falar em (grandes) promessas como The Underdogs, grandes riffs dos D3O e o rebuçado dos The Chargers, que não poderiam ter arrancado da melhor maneira os concertos. 
Texto/Fotos Irene Leite 

21h30 em ponto. Arranca o segundo dia de mais uma edição do Noites Ritual... e (muito) bem. 
Os The Chargers deram as boas vindas num concerto bem enérgico que nos transportou de imediato para as festas de garagem dos anos 60. Espirito "apache"  dos Shadows em pleno 2011. Até os Ramones foram recordados, num instrumental  do icónico tema "sheena is a punk rocker". A menina dança?






O tempo é que voava e o palco 1 já estava a postos. "Preparados para o ritual?", "Are you ready?"; questionavam os Terrakota , que proporcionaram um concerto envolvente , onde a liberdade e o African Style dom…

Noites Ritual

Linda Martini 
Foto/Irene Leite


O relógio marcava pontualmente as 22h05 quando “a voz” evoca o público ao Palco 1 como uma chamada imperativa. Os Linda Martini estavam para começar. Um roçar de riffs de guitarra intemporal soava no ar quando de repente disparam a música “Dá-me a tua melhor faca”. Corria gente por todo o lado enquanto o som gritava e batia freneticamente.
Por Ana Luísa Silva 
O quarteto com o seu ar melo-dramático, luzes estridentes e riffs contínuos fazem ranger a sua música pelos ares trabalhando como um chamamento divino. Cada vez mais público afluía ao concerto. Especados e fervorosos, esta multidão fervilhava por algo mais.


Numa actuação apaixonada e suada, os Linda Martini não deixam que os momentos de passagem de uma música para a outra, seja sinónimo de monotonia. Os acordes não param e segue-se “Nós os Outros” do novo álbum “Casa Ocupada” lançado em 2010. Em palco todos se agitam, electrocutados pelo roçar constante de cordas, que trémulas não param de fazer o seu …

Noites Ritual 2011

A primeira noite





Zen , que encerraram em grande o primeiro dia do Noites Ritual


Agosto vai na recta final. e consigo leva férias e... festivais (grande parte deles , pelo menos). Mas a invicta todos os anos (o evento já vai na 20ª edição) faz uma despedida, trajada a rigor (só nomes sonantes tugas) com mais uma edição do Noites Ritual. O Som À Letra esteve lá e garante animação e boa música.  Nomes como ZEN, Linda Martini, ou  X Wife não podiam antecipar o contrário. 

Texto/Foto Irene Leite



Os espectáculos só começavam às 21h30 , mas a festa já havia começado antes. Por volta das 20h00 já era notória a alfuência pela Feira Alternativa e os ajuntamentos para assistir ao jogo do FC Porto. 
A noite começou logo a animar no Palco Ritual com os Dan Riverman. O grupo de Santo Tirso mostrou que veio para ficar. A voz forte e melódica do vocalista , Dan Alves,  não enganou e conquistou mais uma vez. Entretanto, as malas do palco 1 já estavam a ser preparadas para receber os Linda Martini. Um conce…

Espaço "The Indies"

James em Viseu, Feira de São Mateus, 20/08/2011




Link da imagem 
Por vezes quando menos esperamos surge uma boa oportunidade de vermos concertos de bandas que gostamos muito, gratuitamente ou a preço de saldo. No passado fim-de-semana aconteceu precisamente isso, depois de uma espera de quase vinte anos finalmente pude ver os James ao vivo em Viseu, integrados no cartaz da Feira de S. Mateus. Esta falha no meu curriculum levou-me algumas vezes a questionar por que razão nunca tinha assistido a um concerto da banda de Tim Booth, mas no último Sábado, isso já era passado.


Por Bruno Vieira 
Se tivesse estado perto de Cascais, onde também actuaram na véspera, provavelmente seria aí a minha estreia, ainda para mais com a vantagem da entrada ser gratuita. Mas os 5€ pagos em Viseu não deixaram de ser uma verdadeira pechincha tendo em conta o preço médio de um normal bilhete de concerto. O único senão é que o tempo não se perspectivava o melhor, com ameaça de chuva e trovoadas. Mas quer a banda qu…

Pulp no Vídeo do Mês

Link da imagem 



Aqueles de que vos vou falar já existem há mais de 30 anos. E não! Não vos falo dos Xutos e Pontapés. Não vos falo dos Rolling Stones. Nem tão pouco do José Cid. Para vos ajudar, levanto o véu e digo com toda a certeza que estiveram eles estiveram por cá no Festival Paredes de Coura. Sim, são eles os The Pulp, liderados pelo mítico e tresloucado Jarvis Cocker.
Por Ana Luísa Silva 
Tinha o senhor Cocker cerca de 15 anos quando, juntamente com o amigo Peter Dalton, formou uma banda, com o nome de Arabacus Pulp – uma vez que Cocker queria que a banda se chamasse Pulp com todas as suas forças, por causa de Michael Caine – e começaram a tocar no Rotherham Arts Centre em 1980. A eles foram-se juntando o irmão mais novo de Dalton, dois amigos e Russell Senior que foi “pescado” para a banda enquanto trabalhava num mercado de peixe.
Nomeavam-se como uma banda que se encontrava em Abba e The Fall , e isso valeu-lhes que um olheiro desse por eles e em 1981 entregaram uma demo tape a …

Manuel da Fonseca em Dá que pensar...

Link da imagem


Tu e Eu Meu Amor


Tu e eu meu amor 
meu amor eu e tu 
que o amor meu amor 
é o nu contra o nu. 


Nua a mão que segura 
outra mão que lhe é dada 
nua a suave ternura 
na face apaixonada 
nua a estrela mais pura 
nos olhos da amada 
nua a ânsia insegura 
de uma boca beijada. 


Tu e eu meu amor 
meu amor eu e tu 
que o amor meu amor 
é o nu contra o nu. 


Nu o riso e o prazer 
como é nua a sentida 
lágrima de não ver 
na face dolorida 
nu o corpo do ser 
na hora prometida 
meu amor que ao nascer 
nus viemos à vida. 


Tu e eu meu amor 
meu amor eu e tu 
que o amor meu amor 
é o nu contra o nu. 


Nua nua a verdade 
tão forte no criar 
adulta humanidade 
nu o querer e o lutar 
dia a dia pelo que há-de 
os homens libertar 
amor que a eternidade 
é ser livre e amar. 


Tu e eu meu amor 
meu amor eu e tu 
que o amor meu amor 
é o nu contra o nu. 


Manuel da Fonseca, in "Poemas para Adriano"
Fonte:Citador