Avançar para o conteúdo principal

Thompson Twins na Dança do Som


Na primeira edição de 2011 da Dança do Som temos como convidados os  Thompson Twins, autores da ritmada e frenética Doctor!Doctor!. Mas a banda inglesa teve outro grande sucesso: Hold Me Now, uma balada , lançada em Novembro de 1983. 
Por Júlia Rocha

Hold Me Now foi escrita pelos três membros da banda Tom Bailey, Alanah Currey e Joe Leeway. Foi um dos grandes sucessos do grupo britânico alcançando a 3ª posição nas tabelas da Billboard. Nesta música ouvimos Tom Bailey a implorar a uma, (supõe-se) namorada para não o abandonar, para o abraçar, para ficar com ele. 

A ideia da letra é reparar uma relação algo destruída por determinados acontecimentos. O que é pedido, é que seja possível reparar esse amor e torná-lo ainda mais forte. Tom Bailey, na pessoa do vocalista da música e protagonista do videoclip não quer saber abandonado e utiliza a música para reconquistar o que não quer perder. Novamente, sentimos a aura dos anos 80, tanto no tema como no videoclip.

Ao ouvir com atenção, verificamos que existe o som de xilofone no background. Ao passo que as restantes músicas dos Thompson Twins tinham um carácter mais dançável, Hold Me Now é mais suave e melódica, com instrumentos mais calmos. O piano vem amenizar o ambiente em Hold Me Now. A balada está considerada como sendo new wave, precisamente pela diversidade instrumental, algo alternativa, por assim dizer. 

Os Thompson Twins separaram-se em 1993. O nome da banda foi baseado nos irmãos Dupondt, das aventuras de Tintim. Na versão inglesa os nomes dos gémeos polícias, são Thomson e Thompson, em vez de Dupont e Dupond. Mais uma curiosidade: os membros da banda Alanah e Tom chegaram a casar-se e a ter dois filhos, encontrando-se actualmente divorciados.

Para recordar...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Sitiados no Luso Vintage

Link da imagem


Sob a égide de João Aguardela, um talento musical falecido em 2009, nasceu nos finais dos anos 80 uma banda que trouxe para o panorama do rock português a música tradicional. Os Sitiados marcaram (e ainda conquistam) gerações, com novos sons e sobretudo, muito talento e atitude.



Por Gabriela Chagas


O tema “Esta vida de marinheiro” (vendeu mais de 40 mil cópias) é um dos exemplos desse novo som da década. Desapareceram em 2000 , mas deixaram-nos a sua herança. Sitiados, a banda hoje em destaque no Lusovintage do Som à Letra foi beber à tendência sonora dos irlandeses The Pogues.


José Resende (Guitarra), João Aguardela (Voz) e Mário Miranda (Baixo), todos eles ex-Meteoros, juntaram-se assim ao baterista Fernando Fonseca.

À semelhança de outras bandas emblemáticas dos anos 80, os Sitiados também marcaram presença no Rock Rendez Vous. Dinamizados por João Aguardela, concorrem ao 5º Concurso de Música Moderna do Rock Rendez-Vouz e ficam em 2º lugar, atrás da banda do seu primo Ar…

Foto da Semana

Iggy Pop Foto:Annie Leibovitz

Cesário Verde

 Link da imagem
Poeta pintor, poeta repórter

Cesário Verde é um poeta do século XIX que se enquadra na estética realista, ainda que nas suas produções poéticas esteja presente a influência de outras correntes como o Parnasianismo, o Impressionismo e o Surrealismo. Para o autor, o mundo externo conta de modo pimacial , e é através da "descrição" deste mundo (mutável e miscelâneo) que lhe podemos conferir a designação do poeta repórter e poeta pintor.

Por Irene Leite 


Recorrendo ao poema ,  "Num Bairro Moderno" , podemos confirmar esse gosto pela descrição: "Dez horas da manhã; uma casa apalaçada ; pelos jardins estancam-se as nascentes". Ao descrever e relatar esta paisagem , o autor recorre à técnica cinematográfica do corte e da montagem de acontecimentos justapostos, ressaltando-se o seu carácter deambulatório , o que nos leva à conclusão de que Cesário Verde é um poeta repórter. 


No entanto, a sua poesia caracteriza-se também pela existência de uma …