Avançar para o conteúdo principal

Primal Scream em Modo Pop



Os Primal Scream são parte da onda avassaladora de rock indie britânico das décadas de 80 e 90. Bobby Gillespie, fundador da banda, era baterista nos Jesus and Mary Chain. Acabou por criar em 1982 um grupo que era completamente o oposto daquilo que se estava a fazer na altura. Screamadelica, lançado em 1991,é uma das grandes obras primas do grupo, que em digressão revisita o clássico. Portugal é uma das próximas estações, já a 7 de Julho, no Optimus Alive.

Por Júlia Rocha


Contudo,  a carreira da banda só arrancou definitivamente quando Gillespie deixou os Jesus and Mary Chain. Os Primal Scream são escoceses, mas sediaram-se recentemente em Londres.

Começaram na onda indie, do rock alternativo. Mas com o encerramento da década de oitenta, a música dance começava a emergir. Além de Bobby Gillespie, a banda conta ainda com Andrew Innes, Jim Beattie, Marin Duffy, Mani Mounfield e Darrin Mooney. O seu primeiro álbum foi lançado em 1987: Sonic Flower Groove e em 1989 o álbum homónimo Primal Scream. Foi neste disco que começaram a explorar o lado mais dance da sua música.

Ao longo da sua longa carreira vários dos seus temas têm feito parte da cultura popular, como por exemplo do tema-título do filme Trainspotting. Foram-se mantendo na onda dance pop, mas nunca perderam completamente as suas origens. 

A música que trazemos hoje, ao Som à Letra é Movin’ on Up do álbum Screamadelica, lançado a 23 de Setembro de 1991. Esta obra foi bastante aclamada pela crítica e simbolizou a definitiva transição de estilos. O grupo cimentava a sua posição no mundo house e aos “auxiliares” associados como o ecstasy. O DJ Andrew Weatherall participou na produção deste album. Weatherral já tinha feito um remix do álbum anterior, que tinha agradado ao grupo. O single Movin’ on Up foi a grande rampa de lançamento deste álbum, atingindo o número 2 na tabela americana “Modern Rock Tracks”.

A título de curiosidade, a capa de Sreamadelica foi escolhida para fazer parte da colecção de selos do Reino Unido. Foi considerado um álbum que transcende o seu tempo em termos de influência. Para comemorar o 20º aniversário do seu lançamento, os Primal Scream deram um concerto no Olímpia, em Londres a 26 e 27 de Novembro de 2007. Esta actuação contou com o apoio de um coro gospel.

Mas temos de recordar que os Primal Scream conseguem ser autênticos camaleões musicais. Depois de uma série de espectáculos, o grupo comelçou uma tour em Março deste ano no Reino Unido. 

Movin’ on Up abre o álbum e tem um estilo semelhante ao som típico dos Rolling Stones. O gospel está presente nesse tema, conjugado com a voz de Bobby Gillespie. Parte da letra é retirada do tema Yoo Doo Right dos Can, e há quem compare a lerta a Amazing Grace. Movin’ on Up foi escrita por Bobby Gillespie, Andrew Innes e Robert Young. O som nada se parece com o house ou o dance, mas demonstra bem o que os Primal Scream têm feito até hoje, uma mistura de estilos e sentimentos. Screamadelica foi um trabalho como só os Primal Scream podem fazer e que todos podem revisitar já a 7 de Julho, no Optimus Alive.

Para recordar:

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Foto da Semana

Iggy Pop Foto:Annie Leibovitz

Sitiados no Luso Vintage

Link da imagem


Sob a égide de João Aguardela, um talento musical falecido em 2009, nasceu nos finais dos anos 80 uma banda que trouxe para o panorama do rock português a música tradicional. Os Sitiados marcaram (e ainda conquistam) gerações, com novos sons e sobretudo, muito talento e atitude.



Por Gabriela Chagas


O tema “Esta vida de marinheiro” (vendeu mais de 40 mil cópias) é um dos exemplos desse novo som da década. Desapareceram em 2000 , mas deixaram-nos a sua herança. Sitiados, a banda hoje em destaque no Lusovintage do Som à Letra foi beber à tendência sonora dos irlandeses The Pogues.


José Resende (Guitarra), João Aguardela (Voz) e Mário Miranda (Baixo), todos eles ex-Meteoros, juntaram-se assim ao baterista Fernando Fonseca.

À semelhança de outras bandas emblemáticas dos anos 80, os Sitiados também marcaram presença no Rock Rendez Vous. Dinamizados por João Aguardela, concorrem ao 5º Concurso de Música Moderna do Rock Rendez-Vouz e ficam em 2º lugar, atrás da banda do seu primo Ar…

Cesário Verde

 Link da imagem
Poeta pintor, poeta repórter

Cesário Verde é um poeta do século XIX que se enquadra na estética realista, ainda que nas suas produções poéticas esteja presente a influência de outras correntes como o Parnasianismo, o Impressionismo e o Surrealismo. Para o autor, o mundo externo conta de modo pimacial , e é através da "descrição" deste mundo (mutável e miscelâneo) que lhe podemos conferir a designação do poeta repórter e poeta pintor.

Por Irene Leite 


Recorrendo ao poema ,  "Num Bairro Moderno" , podemos confirmar esse gosto pela descrição: "Dez horas da manhã; uma casa apalaçada ; pelos jardins estancam-se as nascentes". Ao descrever e relatar esta paisagem , o autor recorre à técnica cinematográfica do corte e da montagem de acontecimentos justapostos, ressaltando-se o seu carácter deambulatório , o que nos leva à conclusão de que Cesário Verde é um poeta repórter. 


No entanto, a sua poesia caracteriza-se também pela existência de uma …