Avançar para o conteúdo principal

Editorial Julho


 Link da imagem 

Por Irene Leite 

Morrison é uma das figuras mais emblemáticas da história do rock. O seu comportamento transgressor, o seu talento, a sua audácia, garantem a imortalidade do "Rei Lagarto". Deixou-nos ainda muito jovem, com 27 anos (aliás, tal como  Janis Joplin e Jimi Hendrix), mas com grandes êxitos na bagagem. 

O álbum LA Woman, que completa este ano os maduros 40 anos é disso exemplo. Temas como LA Woman (uma descarada suplica carnal), Love her madly, ou Riders on the storm evidenciam toda a profundidade , e ao mesmo tempo energia de Morrison  e companhia.

Mas as surpresas não terminam por aqui. Com um maior enfoque noticioso e agenda semanal , o Som à letra reforça em Julho o seu trabalho e rotina enquanto media digital. Rubricas como Dá que pensar (pensamentos, poemas, de  grandes nomes da literatura , filósofos e novos talentos) , Sound and Vision (divulgação de novos talentos internautas), Som ao Vivo (criticas a concertos, repescagem de espectáculos específicos de bandas da actualidade e não só...) vão ter cada vez mais protagonismo na nossa agenda. Podemos contar ainda com a estreia do baú cinéfilo, onde colocamos em destaque posters de filmes mais antigos, e  uma maior variedade de  artigos. 


As nossas rubricas  vão passar a um regime de "duas em duas semanas", isto para permitir maior investigação jornalística , e artigos mais profundos no que diz respeito aos ângulos de abordagem para os nossos leitores. 


Elvis Presley (com o memorável hino "Viva las Vegas"), Marylin Monroe, Beatles também são recordados nesta edição, nunca esquecendo talentos emergentes como Coldfinger.


O regresso (e que regresso) de Peter Murphy não é esquecido, assim como o dos Cars. As apostas do Top à Letra para Julho estão em Foster The People (brevemente em Paredes de Coura), Friendly Fires (brevemente no Optimus Alive) e Arcade Fire (brevemente no Super Bock super Rock) . Contamos com as vossas votações e sugestões.


Quanto ao nosso site, continua em marcha e brevemente partilhamos convosco os progressos.


Já sabem, para "ouver e participar", sempre.
Cartas do leitor para somaletra@gmail.com

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cosie Cherie em Évora e Lisboa

É já esta noite que os Cosie Cherie tocam no Festival Escrita na Paisagem, Évora, pelas 22h00. 9 de Setembro é a vez do Music Box, Lisboa, pelas 23h00.Duas boas oportunidades para conferir o álbum de estreia do grupo, Book of Music, lançado em Julho deste ano. 

Por Irene Leite
Esta noite o concerto enquadra-se no ciclo da Música Portuguesa a Gostar dela Própria na Igreja de São Vicente. Este ciclo integra-se no Festival Escrita na Paisagem com uma programação alargada a várias cidades do Alentejo. 
Nesta actuação ao ar livre podem esperar-se temas do mais recente trabalho do grupo , Book of Music, ainda muito fresco (lançado a Julho deste ano) e já que o tema do Festival Escrita na Paisagem é mitologias, os Cosie Cherie serão convidados a discutir mitos e opiniões que apresentam em relação à música , ao seu projeto , entre outros temas numa sessão de conversa aberta ao público no interior da Igreja. 
Dia 9 de Setembro é a vez do Music Box. Mais outro convite para ouvir temas como Morning …

Foto da Semana

Iggy Pop Foto:Annie Leibovitz