Avançar para o conteúdo principal

Modo Classic

Blues Brothers – Soul Man



“We’re on a mission... from God”. Da fábrica de talentos do Saturday Night Live, nasceram os Blues Brothers. Elwood e “Joliet” Jake Blues (interpretados por Dan Aykroyd e John Belushi respectivamente), são dois irmãos, ex-reclusos (que teimam em não aprender a lição) e órfãos. Hoje em modo Classic ...Blues.

Por Júlia Rocha 


No orfanato em que viviam conheceram Curtis (Cab Calloway), que se torna num pai para eles e os introduz aos blues. Depois do sucesso dos sketches do programa surge em 1980 o filme Blues Brothers, que nos introduz à banda e onde podemos ver Ray Charles, Aretha Franklin entre outros.


 Depois da trágica morte de John Belushi, em 1982, Dan Aykroyd e a restante banda continuaram o percurso em Blues Brothers 2000 , de 1998, outros filme repleto de confusões, músicos famosos, as famosas perseguições policiais e muita música.


É a música que constrói os Blues Brothers, que formalmente se intitulam The Blues Brothers’ Show Band and Revue. Inspirado por diversas lendas dos blues, Dan Aykroyd conseguiu convencer John Belushi a fazer parte do grupo. O comediante rendeu-se completamente a este género musical.


Discografia:

 

1978 – Briefcase Full of Blues (Atlantic)

1980 – The Blues Brothers: Music from the Soundtrack (Atlantic)

1980 – Made in America (Atlantic)

1981 – Best of the Blues Brothers (Atlantic)
 

1983 – Dancin' Wid Da Blues Brothers (Atlantic) 

1988 – Everybody Needs the Blues Brothers

1990 – The Blues Brothers Band Live in Montreux (recorded on July 12, 1989 at the Montreux Casino with Eddie Floyd and Larry "T" Thurston, vocals)

1992 – Red, White & Blues (Turnstyle)
 

1992 – The Definitive Collection (Atlantic/WEA)
 

1995 – The Very Best of The Blues Brothers (Atlantic)
 

1997 – Blues Brothers & Friends: Live from House of Blues (A&M)

1998 – Blues Brothers 2000: Original Motion Picture Soundtrack

1998 – The Blues Brothers Complete (Atlantic)

2003 – The Essentials (Warner Strategic)


O tema “Soul Man” sai do álbum “Briefcase Full of Blues”. Escrito por Isaac Hayes e David Porter. Isaac Hayes inspirou-se no movimento dos direitos civis afro-americanos nos anos 60. Ao ver as notícias, Hayes reparou que os afro-americanos de Detroit gravaram nos edifícios que não foram destruídos após conflitos, a palavra “soul”. Foi originalmente gravado por Sam and Dave e atingiu o topo das tabelas da Billboard. Em 67, a música venceu o Grammy de melhor performance Rythm & Blues, Vocal ou Instrumental. Mais tarde acabou por ser gravada pelos Blues Brothers. Curiosamente é o mesmo guitarrista que ouvimos nas duas versões: Steve Cropper. No filme é tocada por Lou Reed a Sam Moore.

Para recordar:


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Sitiados no Luso Vintage

Link da imagem


Sob a égide de João Aguardela, um talento musical falecido em 2009, nasceu nos finais dos anos 80 uma banda que trouxe para o panorama do rock português a música tradicional. Os Sitiados marcaram (e ainda conquistam) gerações, com novos sons e sobretudo, muito talento e atitude.



Por Gabriela Chagas


O tema “Esta vida de marinheiro” (vendeu mais de 40 mil cópias) é um dos exemplos desse novo som da década. Desapareceram em 2000 , mas deixaram-nos a sua herança. Sitiados, a banda hoje em destaque no Lusovintage do Som à Letra foi beber à tendência sonora dos irlandeses The Pogues.


José Resende (Guitarra), João Aguardela (Voz) e Mário Miranda (Baixo), todos eles ex-Meteoros, juntaram-se assim ao baterista Fernando Fonseca.

À semelhança de outras bandas emblemáticas dos anos 80, os Sitiados também marcaram presença no Rock Rendez Vous. Dinamizados por João Aguardela, concorrem ao 5º Concurso de Música Moderna do Rock Rendez-Vouz e ficam em 2º lugar, atrás da banda do seu primo Ar…

Foto da Semana

Iggy Pop Foto:Annie Leibovitz

Cesário Verde

 Link da imagem
Poeta pintor, poeta repórter

Cesário Verde é um poeta do século XIX que se enquadra na estética realista, ainda que nas suas produções poéticas esteja presente a influência de outras correntes como o Parnasianismo, o Impressionismo e o Surrealismo. Para o autor, o mundo externo conta de modo pimacial , e é através da "descrição" deste mundo (mutável e miscelâneo) que lhe podemos conferir a designação do poeta repórter e poeta pintor.

Por Irene Leite 


Recorrendo ao poema ,  "Num Bairro Moderno" , podemos confirmar esse gosto pela descrição: "Dez horas da manhã; uma casa apalaçada ; pelos jardins estancam-se as nascentes". Ao descrever e relatar esta paisagem , o autor recorre à técnica cinematográfica do corte e da montagem de acontecimentos justapostos, ressaltando-se o seu carácter deambulatório , o que nos leva à conclusão de que Cesário Verde é um poeta repórter. 


No entanto, a sua poesia caracteriza-se também pela existência de uma …